Messi chega ao PSG e vai morar em hotel: hoteleiro Pedro Richardson dá dicas para quem deseja esse estilo de vida

Foto: reprodução/instagram

O hoteleiro e autor do blog Travel With Pedro, Pedro Richardson, reuniu dicas e preparou um guia de boas práticas para deseja se tornar um morador 5 estrelas

Após encerrar um longo ciclo de 17 temporadas no Barcelona, Lionel Messi seguiu com lágrimas para uma nova partida da carreira. Anunciado como novo contratado do Paris Saint-Germain, nesta terça-feira (10), o craque argentino desembarcou na capital francesa acompanhado da esposa Antonella Roccuzzo e dos filhos Thiago, Mateo e Ciro.

Pela recente mudança, Messi e a família ainda não possuem residência fixa e devem morar em um hotel de luxo. Segundo a imprensa internacional, o jogador deve se hospedar na Cidade da Luz, no mesmo hotel em que Neymar foi recebido quando assinou com o PSG.

Dicas 5 estrelas

Pedro Richardson
Foto: arquivo pessoal/Pedro Richardson

Apesar de uma residência fixa ser sinônimo de estabilidade, há quem tenha o sonho de morar em um hotel, assim como Leo Messi. A estadia longa apresenta diversos benefícios, como limpeza regular, alimentação e segurança.

No entanto, também é preciso estar ciente das boas práticas de conduta para quem deseja esse estilo de vida. Por isso, o especialista em turismo, formado em Hotelaria pela Blue Mountains International Hotel Management School, na Austrália, Pedro Richardson, preparou um guia com dicas para se tornar um hóspede 5 estrelas.

  • Não use o que você não precisa

Num mundo em que se fala tanto sobre adotar hábitos mais ecológicos, sobre economizar energia para salvar a natureza, quem deseja migrar de uma casa para um hotel precisa manter o bom uso dos recursos.

Segundo Pedro, apagar a luz e desligar a televisão quando sair do quarto são atos pequenos mas que fazem a diferença. “Não que o hotel esteja pedindo ajuda para pagar a conta de luz, mas é para ajudar a preservar o meio ambiente e também por uma simples questão de boas maneiras. Da mesma forma, se a sua estadia for longa, é bom avisar ao pessoal da recepção que não precisa trocar o lençol todos os dias. Afinal, usar algo só por usar, não é luxo, é cafonice, mesmo!” criticou.

  • Não faça do corredor sua sala!

Muitos hóspedes esquecem os bons modos em casa quando se hospedam num hotel e acabam fazendo do corredor uma extensão de seu quarto. “É importante levar os outros hóspedes em consideração e não deixar as crianças correndo ou brincando nos corredores. Por mais simples ou lógico que pareça, alguns hóspedes só se lembram disso quando são os filhos dos outros os que estão fazendo barulho pelos corredores”, alertou o especialista em hotelaria.

  • Roupão é para o quarto ou spa!

Um dos lemas da hotelaria é fazer com que o hóspede se sinta em casa. Mas, apesar deste ser um novo conceito de vida, o termo não deve ser levado tão ao pé da letra. Pedro relembra uma das experiências inconvenientes que presenciou em um dos hotéis onde trabalhou em Londres. “Tínhamos um hóspede habitué, CEO de uma empresa aérea. Ele costumava passar cerca de 10 dias todos os meses conosco. Ele se sentia tão à vontade no hotel que volta e meia era visto andando pelo lobby e tomando café da manhã no restaurante de roupão”, contou.

“Mas a verdade é que quando alguém se hospeda em um hotel de luxo, a última coisa que se quer é ver um senhor passeando de roupão pelo restaurante”.

  • Não transforme o quarto num lixão

Uma das vantagens de morar em um hotel é o fato de você não precisar fazer a cama. Mas, mesmo assim, não use isso como desculpa para deixar o quarto uma bagunça total.

A equipe de governança está lá para deixar o quarto organizado e agradável. E não para dobrar roupas jogadas no chão só para conseguirem limpá-lo. Deixe suas roupas no guarda-roupa ou no braço da poltrona.

  • Procure não exagerar no champagne

Passar um pouco do ponto na bebida acontece, mas a embriaguez pode se tornar um incômodo quando se tira a paz de outras pessoas. Na liberdade de casa, o assunto é outro. No entanto, o hoteleiro Pedro afirma que é preciso ter atenção para não incomodar os demais hóspedes. “Alguns hóspedes que ficam bêbados se exaltam e falam alto, o que incomoda. Procure alternar a bebida alcóolica com um copo d’água”, indicou.

Pedro Richardson
Foto: arquivo pessoal/Pedro Richardson